8 de agosto de 2021

HUNGARORING

 

O Circuito de Hungaroring é a sede do Grande Prémio da Hungria de F1 desde 1986.
Na década de trinta, começaram a realizar-se corridas de automobilismo numa pista citadina nas ruas do parque Népliget em Budapeste. Alguns anos após o termo da Segunda Guerra Mundial as corridas voltaram a acontecer mas num percurso improvisado no Aeroporto Ferihegy de Budapeste. A Formula Júnior continuou em Ferihegy durante três anos, mas depois as corridas voltaram para Népliget, onde continuaram na década de 1970.
Na década de oitenta o governo húngaro estava empenhado em aumentar o turismo e a visibilidade do país e um dos meios escolhidos para esse efeito foi o automobilismo, com o desejo de receber uma corrida de F1. Inicialmente foi proposto realizar as corridas no circuito citadino de Népliget, tal como acontece no Mónaco, mas essa proposta foi prontamente rejeitada e ficou decidido construir um novo circuito. O local escolhido foi um vale, 20 quilómetros a norte de Budapeste, próximo da cidade de Mogyoród, ao lado da auto-estrada M3 e a 24 quilómetros do Aeroporto Internacional  Ferenc Liszt de Budapeste.
As obras tiveram início no dia 1 de Outubro de 1985 e ficaram concluídas em apenas oito meses, mesmo tendo sido necessário modificar o desenho da pista quando uma fonte subterrânea obrigou o desvio do traçado e a criação de uma curva em S.
A inauguração do circuito de Hungaroring aconteceu no dia 24 de Março de 1986, com uma corrida de motociclismo.
No dia 10 de Agosto de 1986, foi disputado o primeiro Grande Prémio da Hungria que foi ganho por Nelson Piquet em Williams-Honda. Ayrton Senna ao volante de um Lotus-Renault, obteve a pole-position. Foi a primeira corrida de F1 a ser disputada num dos países da chamada "Cortina de Ferro".
Desde esse ano de 1986 o circuito de Hungaroring esteve sempre presente no Campeonato do Mundo de F1 até aos dias de hoje.
Em 1989, o problema com as águas subterrâneas foi resolvido e a curva em S desapareceu. Novas alterações no circuito aconteceram em 2003, com a construção de um novo paddock, foi modificada a curva 12 e também a curva 1, que passou a ser mais fechada para possibilitar mais ultrapassagens.
Hungaroring já foi palco de corridas e manobras memoráveis, como a ultrapassagem de Nelson Piquet a Ayrton Senna em 1986, a vitória de Nigel Mansell em 1989 depois de ter largado do 12º lugar, a grande vitória de Ayrton Senna em 1991 que aguentou os Williams-Renault de Nigel Mansell e Riccardo Patrese atrás de si durante todas as 77 voltas e o surpreendente domínio de Damon Hill com a Arrows-Yamaha em 1997 que durou até à penúltima volta.
O Circuito de Hungaroring também presenciou as primeiras vitórias na F1 de Damon Hill em 1993, Fernando Alonso em 2003, Jenson Button em 2006, Heikki Kovalainen em 2008 e Esteban Ocon em 2021. Assim como da equipa Alpine também em 2021.
Nos treinos de qualificação do Grande Prémio da Hungria de 2009, Filipe Massa sofreu um grave acidente ao ser atingido na cabeça por uma mola que se soltou do Brawn-Mercedes de Rubens Barrichello, que seguia à sua frente. Massa ficou inconsciente e bateu de frente numa barreira de pneus, sendo transportado de helicóptero para o hospital onde foi submetido a uma cirurgia na área do seu olho esquerdo. Massa voltou à F1 em 2010.
Nos 36 anos que o Circuito de Hungaroring recebeu a F1, foram 18 os pilotos vencedores e 9 as equipas. Lewis Hamilton com 8 vitórias é o piloto recordista, a McLaren com 11 triunfos é a equipa que mais vezes venceu no circuito magiar.

Sem comentários: