1 de julho de 2020

MONZA


O Autódromo Nacional de Monza é um circuito de automobilismo que todos os anos recebe o Grande Prémio de Itália de Formula 1.
Situado no parque da cidade de Monza, a cerca de 18 quilómetros de Milão, o autódromo foi construído entre Maio e Julho de 1922, com a sua inauguração a acontecer no dia 3 de Setembro do mesmo ano.
O primeiro Grande Prémio de Itália realizado no autódromo de Monza, teve lugar no dia 10 de Setembro de 1922, com o piloto italiano Pietro Bordino a vencer a corrida ao volante de um FIAT.
Após a sua inauguração, Monza foi sempre a casa do Grande Prémio de Itália, contudo, houve raras excepções. Em 1929 e 1930 o Grande Prémio não se realizou, em 1937 a prova foi em Livorno, entre 1939 e 1946 as corridas foram suspensas devido à Segunda Guerra Mundial, nos dois anos seguintes o circuito foi renovado, pois a falta de manutenção e o uso militar, durante o conflito, deixaram a pista em muito mau estado. Em Outubro de 1948 as corridas regressaram a Monza.
No dia 3 de Setembro de 1950, o autódromo de Monza recebeu pela primeira vez na sua história uma corrida do Campeonato do Mundo de F1. O piloto italiano Nino Farina em Alfa Romeo foi o vencedor, com Alberto Ascari em Ferrari e Luigi Fagioli em Alfa Romeo, a completarem o pódio.
Após a prova inaugural a contar para o Mundial de Formula 1, Monza só não recebeu o Grande Prémio de Itália em 1980.
Nas 71 corridas disputadas entre Setembro de 1950 e Setembro de 2021, houveram grandes lutas, muitas alegrias mas também e infelizmente, algumas tristezas, com a morte a ceifar a vida de pilotos mas também de espectadores. Alberto Ascari, Wolfgang von Trips, Jochen Rindt e Ronnie Peterson foram os pilotos que perderam a sua vida no circuito italiano. Mas houve também o outro lado, onde pilotos venceram pela primeira vez uma corrida de F1. Phil Hill (1960), Jackie Stewart (1965), Ludovico Scarfiotti (1966), Clay Regazzoni (1970), Peter Gethin (1971), Juan Pablo Montoya (2001), Sebastian Vettel (2008) e Pierre Gasly (2020) foram os estreantes no lugar mais alto do pódio.
Disputado sempre em Setembro, o Grande Prémio de Itália tem o sol radioso de verão e temperaturas agradáveis, mas em 2008 nada disso aconteceu, pois pela primeira vez a corrida teve início debaixo de chuva e com temperaturas de 15 graus.
O autódromo de Monza, com as suas longas rectas intercaladas por variantes lentas e rápidas, e pela curva Parabólica feita em alta velocidade antes da recta da meta, é o mais rápido do Campeonato do Mundo de F1.
Michael Schumacher e Lewis Hamilton, ambos com cinco triunfos, são os pilotos com mais vitórias em Monza, enquanto que a Ferrari é a equipa mais vitoriosa, tendo vencido por 18 vezes.

1 comentário:

Por Dentro dos Boxes disse...

Templo sagrado do automobilismo... local de grandes conquistas e glórias de muitos pilotos... foi aí que Emerson Fittipaldi conquistou seu primeiro título para o Brasil...